Animais são remédio contra solidão.

Animais são remédio contra solidão.

A solidão faz parte da vida moderna, com infinitas horas dedicadas ao trabalho, famílias pequenas, amizades virtuais… isso sem falar na política que tem separado tanta gente. Mas parece que já existe um remédio para isso. Ele tem quatro patas e é peludo.

Um estudo recente realizado no Reino Unido, encomendado pela empresa Mars Petcare, mostrou que 32% das pessoas se sentem solitárias. No entanto, esse número cai para 21% entre quem tem gatos e cães.

Os resultados mostram que 33% dos entrevistados se descrevem como “socialmente isolados” com apenas duas pessoas em quem realmente podem confiar. Há inúmeros fatores apontados como gatilhos para esse isolamento, como dedicação excessiva ao trabalho (32%) e o exagero no uso das redes sociais (25%).

A pesquisa também descobriu que os entrevistados se sentem sozinhos, em média, sete dias por mês, que seis em cada 10 pessoas apresentam ansiedade social e mais de 75% evitam a completa socialização. Além disso, 44% acham que o ser humano está menos amigável do que era há cinco anos, sendo que 75% acreditam que as pessoas estão se tornando mais distantes uma das outras em comparação às gerações anteriores.

Antídoto

Aqueles que possuem um animal de estimação revelaram que ter um pet faz toda a diferença e impulsiona a vida social: 82% afirmaram que se sentiram menos sozinhos ao adquirir um animal, sendo que  4 em cada 5 disseram que o sentimento de isolamento desapareceu um mês depois do pet fazer parte de suas vidas.

Para 60% das pessoas, o pet é seu companheiro mais próximo e 85% dizem que seu animal faz a casa um lugar mais feliz para se morar. O bichinho deu novo propósito à vida de 50% das pessoas.

Além do que o animal representa em si, ele também se mostra um facilitador: 50% dos entrevistados tutores de cães têm mais probabilidade de conversar com pessoas que não conhecem quando caminham com o pet e 62% fazem mais exercício.

Envie seu comentário